O que é inflação médica?


O que é inflação médica?


Muitos se questionam sobre esta definição, outros simplesmente utilizam o conceito como lhe convém e outros tem absoluta certeza do que é inflação médica. O fato é que os conceitos utilizados pelo mercado de saúde suplementar não são únicos e geram confusão e incerteza.

O entendimento unânime entre todos os atores deste mercado é: as despesas com saúde crescem acima da inflação geral e a inflação médica serve para expressar esta ideia. De forma geral, este conceito se aplica a qualquer uso da expressão. Existem técnicas estatísticas que podem nos auxiliar a estudar este comportamento do aumento das despesas com saúde em comparação com as despesas gerais (inflação médica x inflação geral), mas muitos estudos já foram desenvolvidos sobre o tema, sem ter havido uma conclusão ou modelo preditivo que seja aplicável, em especial quando analisamos dados da realidade brasileira.

A variação das despesas relacionadas a atenção a saúde tem composição de uma série de fatores: remuneração aos profissionais e serviços de saúde envolvidos, custo dos medicamentos e materiais necessários, custo de operacionalização e instalações, custo de introdução de novas tecnologias, dentre outros. Neste artigo trataremos exclusivamente da variação de custo de saúde especificamente relacionada aos planos de saúde suplementar, que são compostos por uma cesta de variáveis conhecidas, embora sujeita a mudanças bi-anual por ampliação no rol de procedimentos.

A variação dos custos de saúde, ou simplesmente: despesas assistenciais de um plano de saúde, pode ser dividida em duas parcelas, aquela relacionada a variação dos custos diretos praticados pelos prestadores de atenção à saúde e uma outra determinada pela variação de demanda, visto que a cobertura oferecida não prevê qualquer limitador de quantidade ou valor, característica inerente aos planos de saúde.

Em estudo exclusivo desenvolvido pela Strategy Consultoria conheça a parcela que cabe a cada um destes fatores relativo a inflação médica. Isso mesmo, pela primeira vez, os dados de variação de frequência e variação de custo de atendimento de saúde no âmbito da saúde suplementar foi explorado em um estudo atuarial desenvolvido para desmitificar a inflação médica, se ela é superior a inflação geral exclusivamente por aumento de demanda ou a medicina em si tem uma contribuição sobremaneira nesta equação.

Clique aqui e tenha acesso ao estudo completo e detalhado sobre este indicador, mas antes responda ao nosso QUIZ!

 

Raquel Marimon
Presidente
Strategy Consultoria Atuarial e Regulatória


Data do artigo: 11/10/2017