Adesões superam Rescisões – de olho nas obrigações!

 

Adesões superam rescisões – de olho nas obrigações!

 

Em recente pesquisa realizada pela Federação Nacional de Saúde Suplementar - FenaSaúde, o setor de saúde suplementar registrou o pior desempenho no ano de 2016.

Por conta da crise econômica do país, a quantidade de beneficiários caiu drasticamente, especialmente nos últimos 2 anos, quando mais de 2,5 milhões de beneficiários perderam o plano de saúde. Só em 2016, foram aproximadamente 1,7 milhões de cancelamentos.

Apesar desse cenário, os principais indicadores macroeconômicos indicam que a economia no Brasil está se recuperando lentamente.

Desta forma, a queda no número de beneficiários deve desacelerar e o mercado deverá aos poucos se estabilizar.

Nos meses de julho e agosto desse ano, o número de adesões superou o de cancelamentos e 125 mil vínculos foram criados, por conta da dinâmica do mercado de trabalho.

Temos aqui ao menos uma boa notícia em meio a tanta turbulência. Tudo o que queremos é o aumento da massa.

Porém....

É necessário atenção para a regulamentação da ANS, e neste caso, dou ênfase às Garantias Financeiras que a Operadora precisa constituir para a sobrevivência de seu negócio.

No caso da Peona – Provisão de Eventos Ocorridos e Não Avisados, embora a Strategy recomende que todas as operadoras, tanto de pequeno quanto de médio porte, elaborem a Nota Técnica Atuarial de Peona, é essencial que a operadora que passe de médio para grande porte, ou seja, atinja 100.000 beneficiários, esteja atenta às obrigatoriedades da ANS, onde deverá adotar metodologia atuarial de cálculo de Peona e cumprir os prazos e envio de toda a documentação a ser encaminhada ao órgão regulador.

Conte com os profissionais especializados da Strategy para auxiliá-los em todo o processo de crescimento de sua operadora. 

 

Camila Antonelli 

Consultoria 

Strategy Consultoria Atuarial e Regulatória


Data do artigo: 25/10/2017